Pular para o conteúdo principal

O DIA DAS COISAS PEQUENAS II - VENCENDO GIGANTES!




 “Porque quem despreza o dia das coisas pequenas?” (Zacarias 4:10)

No post anterior sobre o assunto em pauta vimos como Deus usa pequenas coisas para fazer grandes obras. Falamos sobre a escolha de Davi para ser rei de Israel e como ela foi conduzida por  Deus. Mas não para por aí, Deus em toda história confundiu e continua, aqueles que se dizem sábios, quando usa coisas vãs. Davi não imaginava, mas novamente o dia da coisas pequenas chegaria para ele.

Certo dia Jessé, pai de Davi, pede para ele levar comida aos seus irmãos e ao capitão do exército de Israel, pois estavam em guerra contra os filisteus. A bíblia nos mostra que havia no exército filisteu  um homem chamado Golias. Todos os dias saia no vale e desafiava o povo de Israel para a batalha. Mas, todos estavam com medo pois ele era um homem muito grande e seu armamento assustava. O homem media uns 03 metros. Sua armadura uns sessenta quilos. A ponta de sua lança uns 07 kg. Foram 40 dias desafiando quem quisesse lutar com ele, porém ninguém apareceu. Davi chega para entregar os mantimentos e ouve o desafio do gigante. Quis saber mais e foi repreendido pelos seus irmãos. Acharam que ele só queria olhar a guerra. Mas não, Davi acreditava no Deus que servia. Sabia que mesmo sendo moço e pequeno diante do gigante, Deus estava junto dele e isto por sí só já lhe dava coragem para lutar. Ele resolveu que enfrentaria o gigante, o rei Saul não acreditou, mas o moço contou-lhe como matou os animais selvagens que vieram atacar suas ovelhas. Saul então ofereceu sua armadura, Davi não conseguiu se movimentar com ela. Então, foi até o gigante somente com a sua funda e as pedras escolhidas na beira do riacho.

Veja que Davi, diferentemente do rei Saul e dos soldados de Israel, em nenhum momento olhou para o tamanho de Golias! Davi porém disse ao filisteu: Tu vens a mim com espada, com lança e com escudo; porém eu vou a ti em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado” (1Samuel 17.45).
  

"E sucedeu que, levantando-se o filisteu, e indo encontrar-se com Davi, apressou-se Davi, e correu ao combate, a encontrar-se com o filisteu. E Davi pôs a mão no alforje, e tomou dali uma pedra e com a funda lha atirou, e feriu o filisteu na testa, e a pedra se lhe encravou na testa, e caiu sobre o seu rosto em terra. Assim Davi prevaleceu contra o filisteu, com uma funda e com uma pedra, e feriu o filisteu, e o matou; sem que Davi tivesse uma espada na mão." (1 Samuel 17.48-50)

Aparentemente aos olhos humanos Davi estava em grande desvantagem, mas aquele era o dia das coisas pequenas!
Nas nossas vidas também temos os nossos gigantes para enfrentar. As doenças, os problemas familiares, desemprego, drogas, alcoolismo e etc. Tudo isto é muito grande para ser resolvido por nós, mas, servimos a um Deus poderoso que é maior que as difculdades. Não deixe que o problema se estenda. Observe que o gigante ficou durante 40 dias afrontando o povo de Israel. Existem problemas que ao acordarmos ele está lá, todo dia, não podemos deixá-lo dominar, mas temos que vencê-lo pelo poder do nome de Jesus. Deus aniquila todos seus gigantes, todos seus medos !

"Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo." 1 João 4.4.

Lembre-se:

O que define a batalha não é a nossa estatura mas o tamanho do Deus a quem servimos !

Sem mais, fiquem na Paz!

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE EU FAÇO NÃO ENTENDES AGORA!

Pedro não estava entendendo o gesto de Jesus em lavar os pés dos discípulos e não queria aceitar aquela atitude do Mestre. Mas Jesus sabia o que estava fazendo e queria mostrar mostrar algo mais para eles.

“Respondeu-lhe Jesus: O que eu faço, tu não o sabes agora; mas depois o entenderás” (João 13.7)
Quando Jesus nos promete algo, a nossa ansiedade nos leva a querer saber o que irá acontecer, como Ele vai fazer, quando vai ocorrer. Não raramente acabamos por querer influenciar de alguma maneira. Buscamos situações que se encaixam naquilo que Ele prometeu. Se é benção material pensamos na origem do dinheiro, como virá, será que vou ganhar algum prêmio? Será que vou receber de alguém? Se é benção espiritual, achamos que acontecerá no dia em que vem um pregador de renome na igreja ou um irmão com dons espirituais. Quando não ocorre nestas ocasiões costumamos nos entristecer e desanimar e em casos mais extremos pensarmos que não ocorrerá mais.
Mas, não se preocupe! Em Isaías 55:9 está escrit…

PERDER PARA GANHAR!

Todo ser humano gosta de competir, mostrar força, inteligência e habilidade. Somos criados assim. Desde os primeiros anos escolares nos incentivam a sermos melhores na escola, nos jogos, nas brincadeiras. Na faculdade, somos levados a olhar nossos colegas de classe como concorrentes no mercado de trabalho e por isso precisamos ser melhor que eles e assim vai. Não aceitamos perder, temos que ganhar sempre.  Mas e quando a perda chega ? Como lidaremos com ela? Estamos preparados para perder?

Quando olhamos para a Igreja contemplamos muitos que permanecem na visão do ganhar sempre. Frequentam a igreja buscando conseguir carros, casas, bons salários, enfim, toda sorte de bençãos materiais.

Deus em sua infinita sabedoria não vê como o homem e consequentemente trabalha de maneira diferente.  O trabalhar de Deus na vida do homem envolve perdas. O o mais importante para Ele é a Salvação do ser humano.

"Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma?" Marcos …