Pular para o conteúdo principal

O BRASIL ESTÁ AFUNDANDO NA LAMA DO PECADO


Segunda-feira, dia 04/07, em entrevista ao Jornal Folha de São Paulo, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Carlos Ayres Brito, defendeu a criminalização da homofobia. Segundo ele quem pratica a homofobia "chafurda no lamaçal do ódio"(grifo meu).

Chafurdar significa afundar na lama, os porcos gostam de chafurdar na lama. Como a maioria já sabe, protestos de congressistas da bancada evangélica, acabaram paralisando a tramitação do PL 122, chamado de projeto de lei anti-homofobia. Na verdade, da maneira como o desenvolveram, o projeto  cria uma classe privilegiada, a de homossexuais. Para entendimento, toda opinião ou manifestação contrária a este comportamento seria crime, inclusive a pregação da Palavra de Deus. Com a paralisação do projeto, muita gente favorável a ele ficou incomodada. Agora, todos que tem opinião contrária a homossexualidade, são atacados fortemente por vários segmentos da mídia, política entre outros. A ex-atriz e agora deputada pelo estado do Rio de Janeiro, Miriam Rios, sabe bem o que é isto. Recentemente, foi bombardeada com xingamentos e acusações em vários meios de comunicação, simplesmente por expressar suas opiniões desfavoráveis ao homossexualismo. Enquanto somos chamados de radicais, são os apoiadores deste movimento que tem se levantado furiosamente contra todos que opinam contra. Simplesmente não podemos falar nada!

Voltando ao ministro e seus dizeres, percebemos que não podemos esperar muita coisa dentro do Supremo Tribunal Federal. Já não é a primeira vez que o STF, guardião de nossa constituição, tem passado por cima dela, favorecendo e  aprovando leis em prol de uma minoria, ferindo o direito da família, a boa moral e os bons costumes. Foi assim com a liberação da "marcha da maconha". Além disto, tivemos o reconhecimento da relação homoafetiva estável,  garantindo os mesmos direitos dos casais heterossexuais aos homossexuais, inclusive a adoção de crianças. Isto abre as portas para que outras decisões sejam favoráveis a promiscuidade nas diferentes esferas da Justiça. É o caso da liberação de visitas intímas para presos homossexuais. Nada contra garantir direitos a estas pessoas, mas isto pelo jeito é só o começo. Parafraseando o ministro, se continuarmos neste caminho,  o país irá "chafurdar  num lamaçal de pecado".

O ministro Carlos Ayres, justificou a aprovação de tais leis com base nos princípios ímplícitos na constituição, que também podem ser explorados para definição de direitos. Confesso que fico preocupado com isto, pois as brechas que se abrem são inúmeras e não é possível prever onde isto chegará.

Há muito, ouço dizer que o Brasil é um país abençoado por Deus. Realmente, apesar de todos problemas sociais, políticos e econômicos, sabemos que Deus tem ouvido nosso clamor e tem derramado da sua glória sobre nosso país. Infelizmente, o pecado tem crescido grandemente e as atitudes tomadas por aqueles que governam tem favorecido e legalizado a promiscuidade, podendo levar a nossa nação a derrota, trazendo sobre ela o julgamento de Deus.

A biblia é clara quando diz "Bem aventurada a nação cujo Deus é o Senhor..." (Salmos 33.12). Então, qual será o fim daquela que legaliza o pecado?  É certo que a misericórdia de Deus é grande, mas Ele não se deixa escarnecer e não pode ir contra sua Palavra. Portanto, é necessário ficarmos atentos com o que nossos governos e legisladores tem proposto. O Estado é laico, mas isto não quer dizer que o valores morais não existem, que devemos aceitar qualquer lei que queiram impor em nome da liberdade ou libertinagem. "Ai dos que decretam leis injustas..." (Isaías 10.1)

Eu não quero chafurdar no lamaçal do pecado! Que Deus tenha misericórdia do nosso Brasil!

Sem mais, fiquem na Paz!

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE EU FAÇO NÃO ENTENDES AGORA!

Pedro não estava entendendo o gesto de Jesus em lavar os pés dos discípulos e não queria aceitar aquela atitude do Mestre. Mas Jesus sabia o que estava fazendo e queria mostrar mostrar algo mais para eles.

“Respondeu-lhe Jesus: O que eu faço, tu não o sabes agora; mas depois o entenderás” (João 13.7)
Quando Jesus nos promete algo, a nossa ansiedade nos leva a querer saber o que irá acontecer, como Ele vai fazer, quando vai ocorrer. Não raramente acabamos por querer influenciar de alguma maneira. Buscamos situações que se encaixam naquilo que Ele prometeu. Se é benção material pensamos na origem do dinheiro, como virá, será que vou ganhar algum prêmio? Será que vou receber de alguém? Se é benção espiritual, achamos que acontecerá no dia em que vem um pregador de renome na igreja ou um irmão com dons espirituais. Quando não ocorre nestas ocasiões costumamos nos entristecer e desanimar e em casos mais extremos pensarmos que não ocorrerá mais.
Mas, não se preocupe! Em Isaías 55:9 está escrit…

PERDER PARA GANHAR!

Todo ser humano gosta de competir, mostrar força, inteligência e habilidade. Somos criados assim. Desde os primeiros anos escolares nos incentivam a sermos melhores na escola, nos jogos, nas brincadeiras. Na faculdade, somos levados a olhar nossos colegas de classe como concorrentes no mercado de trabalho e por isso precisamos ser melhor que eles e assim vai. Não aceitamos perder, temos que ganhar sempre.  Mas e quando a perda chega ? Como lidaremos com ela? Estamos preparados para perder?

Quando olhamos para a Igreja contemplamos muitos que permanecem na visão do ganhar sempre. Frequentam a igreja buscando conseguir carros, casas, bons salários, enfim, toda sorte de bençãos materiais.

Deus em sua infinita sabedoria não vê como o homem e consequentemente trabalha de maneira diferente.  O trabalhar de Deus na vida do homem envolve perdas. O o mais importante para Ele é a Salvação do ser humano.

"Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma?" Marcos …