MAS QUE DROGA!

As drogas são hoje um dos maiores males que afetam a sociedade em que vivemos. Ela não escolhe classe social, cor, sexo ou local. Está em todo o mundo, e cada vez mais os males ocasionados por ela são maiores. São causas de crimes, suícidios, acidentes e etc. Desestruturam a família e  causam estragos não só para o usuário mas para todos a sua volta.

Recentemente, morreu a cantora Amy Wynehouse, provavelmente por overdose. Assim como outros nomes conhecidos, a sua vida foi curta. Toda a fama e as riquezas que conquistou, não foram suficientes para proporcionar-lhe paz e alegria.  Infelizmente, morreu provavelmente tentando encontrar algo para preencher o vazio de seu coração. As drogas e bebidas usadas em excesso por ela, nunca deram o equilibrio necessário de que ela precisava.

Mas, apesar de todos os males noticiados diariamente, o número de quem busca refúgio nas drogas é cada dia maior. Não conseguem enxergar que o prazer, o alívio, o bem estar que elas podem trazer é passageiro e  depois de passado os efeitos os sentimentos ruins voltam com muito mais força, fazendo com que sua necessidade seja contínua e o desespero maior a cada dia.
O homem foi criado para adorar a Deus. Enquanto ele está distante deste propósito, pode fazer o que for ou ter tudo o que quiser, mas o vazio no seu coração permanecerá. Este vazio é do tamanho de Jesus Cristo. Somente Ele pode trazer paz, alivio e alegria completa ao ser humano. Esta alegria não é passageira, mas duradoura. A ansiedade que hoje domina o ser humano, pode ser tirada quando colocamos Deus na frente de tudo.

"...portanto não vos entristeçais; porque a alegria do SENHOR é a vossa força." (Neemias 8:10)

Não sei quem é o autor do texto abaixo, mas leia e reflita nele:

DRAMA DE UM APAIXONADO
(Autor: Anônimo)
Quando a conheci
eu tinha apenas dezesseis anos.
Ela – eu não sei.
Fomos apresentados numa festa
por um carinha que se dizia meu amigo.
Foi amor à primeira vista. Ela me enlouquecia.
Nosso amor ascendeu a um ponto
em que já não conseguia viver sem ela.
Mas era um amor proibido.
Meus pais não a aceitavam.
Passamos a nos encontrar às escondidas.
Até que não deu mais. Fiquei louco!
Eu a queria e não tinha. Eu não podia permitir
que me afastassem dela.
Eu a amava, eu a queria, eu a desejava.
Bati o carro, quebrei tudo dentro de casa;
quase matei minha família.
Estava louco, pois precisava dela.
Não podia viver sem ela.
Hoje tenho dezenove anos.
Estou internado num hospital, sou um inútil.
Talvez eu morra abandonado pelos meus pais,
pelos meus amigos e ... por ELA.
Qual é o nome dela?

O nome dela é COCAÍNA
Ela foi meu vício, minha destruição.
Sei que devo tudo isso a ela:
minha vida, meu desespero, minha morte...
Jesus disse:

"...eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância." (João 10.10)

Sem mais, fiquem na Paz!

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE EU FAÇO NÃO ENTENDES AGORA!

PERDER PARA GANHAR!