Pular para o conteúdo principal

PASTOR NADARKHANI ESTÁ LIVRE DA SENTENÇA DE MORTE!

Apesar da Embaixada do Irã ter anunciado que ele está livre da pena de morte, o seu futuro é incerto.
O caso do pastor Yousef Nadarkhani, 34 anos, foi levado à Assembleia Geral de Assuntos Sociais da ONU. Ele foi condenado a pena de morte pelo governo do Irã, em setembro deste ano, com a acusação de ter abandonado a religião islâmica. A acusação é devido a conversão de Yousef ao Cristianismo, quando ele tinha 19 anos de idade.
O representante do “Comitê de Assuntos Humanitários”, Ahmed Shaheed, pediu ao Governo do Irã que libertasse o pastor: “Estamos particularmente perturbados por uma recente decisão do Supremo Tribunal (do Irã) de ter sustentado uma sentença de morte para Yousef Nadarkhani, um pastor protestante que supostamente nasceu de pais muçulmanos, mas se converteu”. O pastor foi detido em 2009, quando tentava registrar a sua igreja na cidade. A Embaixada do Irã no Brasil informou que o pastor Yousef Nadarkhani está livre da sentença de morte, mas continua preso.
Sua primeira condenação à morte aconteceu em 2010, mas a Suprema Corte do Irã interveio e conseguiu adiar a sentença. Ao ser revisto, o processo resultou na mesma condenação ao fim do sexto dia de audiência. O pastor pode ser solto caso se converta, mas ele se recusa a negar a sua fé.
Apesar da Embaixada do Irã ter anunciado que ele está livre da pena de morte, o seu futuro é incerto. O Centro Americano de Lei e Justiça, ACLJ, informou recentemente que o Serviço Secreto do Irã estaria oferecendo livros e folhetos muçulmanos ao pastor, mas suspeita-se que a intenção não seja apenas de tentar convertê-lo, mas de fazer com que ele ofenda o Islamismo, para ter provas de que ele desrespeitou a religião oficial do país e executar a pena de morte.
Outro caso de cristão executado por questões religiosas no Irã que teve repercussão mundial foi o do pastor da Assembleia de Deus, Hossein Soodmand, em 1990. O informativo de 2010 de Liberdade Religiosa no Mundo afirma que cerca de 350 milhões de cristãos sofrem perseguição ou discriminação, e 200 milhões destes correm risco de morte.
Sem mais, fiquem na Paz!
Fonte: Portas Abertas  

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE EU FAÇO NÃO ENTENDES AGORA!

Pedro não estava entendendo o gesto de Jesus em lavar os pés dos discípulos e não queria aceitar aquela atitude do Mestre. Mas Jesus sabia o que estava fazendo e queria mostrar mostrar algo mais para eles.

“Respondeu-lhe Jesus: O que eu faço, tu não o sabes agora; mas depois o entenderás” (João 13.7)
Quando Jesus nos promete algo, a nossa ansiedade nos leva a querer saber o que irá acontecer, como Ele vai fazer, quando vai ocorrer. Não raramente acabamos por querer influenciar de alguma maneira. Buscamos situações que se encaixam naquilo que Ele prometeu. Se é benção material pensamos na origem do dinheiro, como virá, será que vou ganhar algum prêmio? Será que vou receber de alguém? Se é benção espiritual, achamos que acontecerá no dia em que vem um pregador de renome na igreja ou um irmão com dons espirituais. Quando não ocorre nestas ocasiões costumamos nos entristecer e desanimar e em casos mais extremos pensarmos que não ocorrerá mais.
Mas, não se preocupe! Em Isaías 55:9 está escrit…

PERDER PARA GANHAR!

Todo ser humano gosta de competir, mostrar força, inteligência e habilidade. Somos criados assim. Desde os primeiros anos escolares nos incentivam a sermos melhores na escola, nos jogos, nas brincadeiras. Na faculdade, somos levados a olhar nossos colegas de classe como concorrentes no mercado de trabalho e por isso precisamos ser melhor que eles e assim vai. Não aceitamos perder, temos que ganhar sempre.  Mas e quando a perda chega ? Como lidaremos com ela? Estamos preparados para perder?

Quando olhamos para a Igreja contemplamos muitos que permanecem na visão do ganhar sempre. Frequentam a igreja buscando conseguir carros, casas, bons salários, enfim, toda sorte de bençãos materiais.

Deus em sua infinita sabedoria não vê como o homem e consequentemente trabalha de maneira diferente.  O trabalhar de Deus na vida do homem envolve perdas. O o mais importante para Ele é a Salvação do ser humano.

"Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma?" Marcos …