Pular para o conteúdo principal

EVANGELHO FAST FOOD

Tenho visto através de pesquisas que povo evangélico no Brasil tem crescido gradativamente. A cada dia surgem novas igrejas e denominações. Será isto motivo para nos deixar contentes? Será que podemos comemorar tranquilamente? Infelizmente não!

Assim como a familia, a igreja também tem crescido ao estilo fast food. 

Explico:

A familia de hoje, frente ao trabalho, da correria do dia-a-dia, falta de tempo, tem sido formada de maneira raquitica, sem uma base sólida de educação moral e social. A televisão, a internet e jogos eletrônicos tomam grande parte do tempo das pessoas, tiram o dialogo e são responsáveis pela formação das crianças. A alimentação então nem se fala, poucos param para comer, a maior parte da refeição são lanches rápidos ou refeições que não trazem beneficios ao corpo. Todos estes ingredientes estão na formação do ser humano de hoje.

E a igreja? 

A igreja, responsável por mostrar o caminho da salvação a estas pessoas e dar o crescimento espiritual necessário tem feito isto de maneira fast food, ou seja, alimento rápido mas que deixa a pessoa fraca. Basta olharmos para a quantidade de crentes que entraram na Igreja, aceitaram a Cristo, e na primeira luta abandonaram tudo. Estes não conheceram o verdadeiro evangelho pregado por Cristo. Acabam sendo atraídos por um evangelho fácil, de prosperidade, de vencedor  e não permanecem muito tempo por não verem transformação de vida.

O crescimento precisa ser em qualidade também. As vezes vemos denominações diferentes uma porta do lado da outra. Mas que alimento espiritual estão dando as pessoas?

É bom comer no Mc Donald´s uma vez ou outra, mas come este lanche o mês inteiro e veja o que acontece. Assim também a igreja não pode ficar só no lanchinho. Precisa trazer alimentação de qualidade para seus membros para que permaneçam firmes quando vier a dificuldade.

Sem mais fiquem na Paz!

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE EU FAÇO NÃO ENTENDES AGORA!

Pedro não estava entendendo o gesto de Jesus em lavar os pés dos discípulos e não queria aceitar aquela atitude do Mestre. Mas Jesus sabia o que estava fazendo e queria mostrar mostrar algo mais para eles.

“Respondeu-lhe Jesus: O que eu faço, tu não o sabes agora; mas depois o entenderás” (João 13.7)
Quando Jesus nos promete algo, a nossa ansiedade nos leva a querer saber o que irá acontecer, como Ele vai fazer, quando vai ocorrer. Não raramente acabamos por querer influenciar de alguma maneira. Buscamos situações que se encaixam naquilo que Ele prometeu. Se é benção material pensamos na origem do dinheiro, como virá, será que vou ganhar algum prêmio? Será que vou receber de alguém? Se é benção espiritual, achamos que acontecerá no dia em que vem um pregador de renome na igreja ou um irmão com dons espirituais. Quando não ocorre nestas ocasiões costumamos nos entristecer e desanimar e em casos mais extremos pensarmos que não ocorrerá mais.
Mas, não se preocupe! Em Isaías 55:9 está escrit…

PERDER PARA GANHAR!

Todo ser humano gosta de competir, mostrar força, inteligência e habilidade. Somos criados assim. Desde os primeiros anos escolares nos incentivam a sermos melhores na escola, nos jogos, nas brincadeiras. Na faculdade, somos levados a olhar nossos colegas de classe como concorrentes no mercado de trabalho e por isso precisamos ser melhor que eles e assim vai. Não aceitamos perder, temos que ganhar sempre.  Mas e quando a perda chega ? Como lidaremos com ela? Estamos preparados para perder?

Quando olhamos para a Igreja contemplamos muitos que permanecem na visão do ganhar sempre. Frequentam a igreja buscando conseguir carros, casas, bons salários, enfim, toda sorte de bençãos materiais.

Deus em sua infinita sabedoria não vê como o homem e consequentemente trabalha de maneira diferente.  O trabalhar de Deus na vida do homem envolve perdas. O o mais importante para Ele é a Salvação do ser humano.

"Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma?" Marcos …