Pular para o conteúdo principal

DO SEU JEITO OU DO JEITO DE DEUS?



Tempos antes do reinado de Davi, o povo de Israel estava em guerra com os filisteus. Por estarem afastados de Deus estavam sendo derrotados. Fazendo da arca um amuleto, o que não era correto, levaram-na ao campo de batalha. Entretanto, além de perderem a batalha também perderam a Arca.

Deus então age na situação. A Arca levada ao templo do deus filisteu chamado Dagom começa a trazer prejuízos, pois além de destruir a imagem de Dagom traz enfermidades também. Para acabar com os problemas a Arca é então devolvida a Israel pelos humilhados filisteus. Neste tempo a Arca fica em Bete Semes.

Davi queria trazer de volta a Arca da Aliança para Jerusalém.  Isto era uma atitude boa, certamente Deus aprovava. Porém, existia uma maneira correta de trazer. Existiam regras para se transportar, definidas na época de Moisés e que eram válidas ainda mas que Davi desprezou. A multidão sai alegre, carros novos para o transporte, harpas, tamborins e muita festa. Porém pouco tempo depois tudo se transforma em tristeza. O carro de bois que transportava a arca, guiado por dois homens, assa em buraco e a arca tomba. Um dos homens tenta segura-lá e morre na hora pois ninguém podia tocar na arca. O que era para ser festa torna-se luto e Davi retorna triste para seu lar,
A intenção era boa, mas a orientação de Deus foi desprezada. Davi quis fazer da melhor maneira, o mais bonito possível, porém do seu jeito. Muitas vezes temos boa intenção em tomar atitudes em nossa vida, porém desprezamos a palavra de Deus, As vezes, numa luta Deus fala que vai nos ajudar e queremos já sair agindo sem consultar o caminho que Ele tem para nós. Quando isto ocorre ao invés de alegria, saímos frustrados, tristes e desaminados.

Passado algum tempo, Davi retoma o seu objetivo. Porém, agora de forma diferente. Primeiro consulta as regras de transporte da arca, santifica os levitas, responsáveis por transportá-la, faz tudo de acordo com o que Deus orientava na sua palavra. O resultado então é diferente, a Arca chega até Jerusalém, o povo se alegra, Davi se alegra e tudo termina em festa. 

Primeiro Davi fez do jeito dele e o resultado foi tristeza, morte, desânimo, frustração e outros sentimentos ruins. Agora faz do jeito de Deus e o resultado foi alegria, exultação, ânimos renovados e muita festa. Então qual é melhor? Do seu jeito ou do jeito de Deus?

Sem mais, fiquem na Paz!

Fabio





Postagens mais visitadas deste blog

O QUE EU FAÇO NÃO ENTENDES AGORA!

Pedro não estava entendendo o gesto de Jesus em lavar os pés dos discípulos e não queria aceitar aquela atitude do Mestre. Mas Jesus sabia o que estava fazendo e queria mostrar mostrar algo mais para eles.

“Respondeu-lhe Jesus: O que eu faço, tu não o sabes agora; mas depois o entenderás” (João 13.7)
Quando Jesus nos promete algo, a nossa ansiedade nos leva a querer saber o que irá acontecer, como Ele vai fazer, quando vai ocorrer. Não raramente acabamos por querer influenciar de alguma maneira. Buscamos situações que se encaixam naquilo que Ele prometeu. Se é benção material pensamos na origem do dinheiro, como virá, será que vou ganhar algum prêmio? Será que vou receber de alguém? Se é benção espiritual, achamos que acontecerá no dia em que vem um pregador de renome na igreja ou um irmão com dons espirituais. Quando não ocorre nestas ocasiões costumamos nos entristecer e desanimar e em casos mais extremos pensarmos que não ocorrerá mais.
Mas, não se preocupe! Em Isaías 55:9 está escrit…

PERDER PARA GANHAR!

Todo ser humano gosta de competir, mostrar força, inteligência e habilidade. Somos criados assim. Desde os primeiros anos escolares nos incentivam a sermos melhores na escola, nos jogos, nas brincadeiras. Na faculdade, somos levados a olhar nossos colegas de classe como concorrentes no mercado de trabalho e por isso precisamos ser melhor que eles e assim vai. Não aceitamos perder, temos que ganhar sempre.  Mas e quando a perda chega ? Como lidaremos com ela? Estamos preparados para perder?

Quando olhamos para a Igreja contemplamos muitos que permanecem na visão do ganhar sempre. Frequentam a igreja buscando conseguir carros, casas, bons salários, enfim, toda sorte de bençãos materiais.

Deus em sua infinita sabedoria não vê como o homem e consequentemente trabalha de maneira diferente.  O trabalhar de Deus na vida do homem envolve perdas. O o mais importante para Ele é a Salvação do ser humano.

"Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma?" Marcos …