O DEUS QUE QUERO OU QUE PRECISO ?

Resultado de imagem para duvida


Nesses últimos dias, muitas doutrinas estranhas, ainda que conhecidas, tem sido abraçadas e difundidas amplamente nas igrejas e no meio evangélico como um todo. Recheadas de universalismo(que afirma que todo ser humano será salvo), teísmo aberto( tira Deus do controle do mundo e de tudo o que acontece), teologia liberal (nega a inerrância e infalibilidade da Bíblia) e missão integral(coloca a ação social acima de pregação do evangelho), entram nas igrejas disfarçadas de piedade e amor de Deus, e, junto com o mundanismo e a secularização vão ganhando força, deixando a bíblia e a palavra de Deus de lado. É necessário que os pastores que verdadeiramente zelam pela igreja, atentem para as verdades bíblicas e a sã doutrina e não se deixem levar pelos discursos de certos mestres da atualidade, que com sua teologia pós modernista, pregam heresias, em detrimento as verdades centrais do cristianismo.

Se Deus fosse moldado conforme a vontade do ser humano, certamente seria um "deus" finito, pecador, atento ao material, sem compromisso com sua palavra, egoísta e injusto. Tim Keller disse: " se o seu deus nunca discorda de você, você pode apenas estar adorando uma versão idealizada de si mesmo" . Muitos líderes tem falado o que as pessoas querem ouvir. São palavras de fácil aceitação, bonitas, que possuem até algum valor, mas negam verdades bíblicas e criam crentes superficiais, frágeis, que facilmente se levam por qualquer vento de doutrina. Deixam de pregar um Deus santo, justo e que odeia o pecado. Esquecem que Deus da bíblia não é separado de seus atributos. Se somos pecadores, sempre há momentos que seremos confrontados com verdades duras para o nosso coração depravado. E o que fazer? Moldar Deus conforme nossa vontade ou sermos moldados por Ele?

Não esqueçamos de crer que existe um Deus eterno, um céu eterno e uma eterna punição. O pecado é um mal infinito e foi necessário uma expiação de infinito valor. Deus é amor, mas também é justiça e demonstrou sua misericórdia para conosco aplicando sua justiça em Jesus Cristo, para livrar o homem das consequências do pecado, porém para o incrédulo que recusa o sacrifício de Jesus há uma infinita perda.

O Deus que precisamos é exatamente o Deus das escrituras e se não O conhecermos estaremos sujeitos a erros constantes. O Deus que precisamos é aquele que manda amarmos o próximo, mas também amar a Ele sobre todas as coisas. O Deus que precisamos é aquele que não menospreza o ser humano, mas corrige quando necessário. O Deus que precisamos é amor, mas também é justiça. O Deus que precisamos é Santo e só o veremos se formos santos também. O Deus que precisamos é aquele que derramou da sua graça e nos chamou para sermos irrepreensíveis em todo nosso modo de viver para assim agradá-Lo.

"Amem o Senhor, todos vocês, os seus santos. O Senhor preserva os fiéis, mas aos arrogantes dá o que merecem." Salmos 31:23

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE EU FAÇO NÃO ENTENDES AGORA!

PERDER PARA GANHAR!